O ESTUDO DA CABALA

Há diversos caminhos para o estudo da Cabala. Como qualquer ciência mística, ela mesma é que facilita um ou outro caminho, através dos acasos que se sucedem para o aprendiz.

Há muito sobre Cabala ao alcance de quem deseja aprender. Cursos, livros, palestras e artigos. Em cada lugar uma informação e um caminho diferente. Em cada caminho um método e uma energia de qualidade única é oferecida.

Para quem inicia, geralmente o que chega por acaso é o primeiro caminho, mas esse não será certamente o único, pois o verdadeiro cabalista é incansável e sempre quer mais.

Os quatro primeiros caminhos, que são os principais métodos de aprender Cabala, fornecem uma informação básica sobre tudo que essa ciência tem para oferecer. São eles:

1. O Caminho das Letras.

2. O Caminho das Esferas.

3. O Caminho da Devoção.

4. O Caminho do Êxtase.

O Caminho das Letras introduz o aprendiz no mundo das letras hebraicas, que são 22 símbolos, que possuem formas, sons e significados. Não é mero acaso o fato do Tarô ter 22 Arcanos Maiores. O iniciado que faz esse caminho conhece as letras gradualmente e aprende como extrair de cada símbolo a energia que ele tem para oferecer.

O Caminho das Esferas começa por ensinar ao aprendiz o esquema da Árvore da Vida, que é composto por 10 esferas e 22 caminhos. Este esquema sintetiza a metafísica cabalista, explicando a origem do Universo e os diferentes planos de existência, mostrando qual é a posição do ser humano nisso tudo. O iniciado que percorre este caminho trabalha para entender melhor questões como a evolução da alma, a missão da vida e o karma.

O Caminho da Devoção ensina ao aprendiz sobre os Arcanjos e Anjos, os seres luminosos que ocupam os planos astral e mental, cujas energias trabalham para facilitar a vida no plano mais denso da matéria. O iniciado que faz essa caminhada fica deslumbrado com a beleza que encontra e é beneficiado pelas modificações que obtém ao invocar os Mestres da Luz e os Mensageiros da Luz.

O Caminho do Êxtase leva ao aprendiz o poder da oração e ajuda a fazer conexão com Deus, através da meditação sobre os Nomes Sagrados. O iniciado que faz esse caminho segue uma disciplina muito semelhante à da ioga, que exige dedicação e ensina práticas místicas variadas.

Nos próximos quatro artigos vou explicar um pouco mais sobre cada um desses caminhos, para que você possa perceber melhor o que cada um pode lhe oferecer.

Como instrutora, gosto de ensinar inicialmente um pouco de cada, para que o aprendiz possa experimentar sua reação à cada técnica e depois fazer sua escolha, resolvendo por si mesmo em qual deles deseja se aprofundar.

Se você fizer assim, terá um estudo mais interessante e de acordo com a mentalidade cabalista mais atual. Liberdade é a chave desta nova era.

Voltar

Copyright 2003 CELINA FIORAVANTI
Todos os direitos reservados.